Revista Ação Ergonômica
https://revistaacaoergonomica.org/article/62799c68a953955c6811dc93
Revista Ação Ergonômica
Artigo de Pesquisa

ABORDAGEM ERGONÔMICA PARA ANÁLISE DA QUALIDADE DO PESCADO RESULTANTE DA PESCA COM JANGADAS EM PONTA NEGRA, NATAL-RN

N/A

Ineuda Maria Alves Ferreira Lima, Maria Christine Werba Saldanha, Rodrigo Antônio Ponce de Leon Ferreira de Carvalho, Ygor Gardel Santos de Lima, Paula Flaviane Pinheiro do Nascimento

Downloads: 0
Views: 307

Resumo

O pescado é um alimento rico em proteínas, de fácil digestibilidade, baixo teor de gordura e rico em ácidos graxos do tipo ômega-3 (Silvaet al., 2008), porém altamente suscetível a deterioração, devido a sua composição química e, sobretudo, pelo pH próximo a neutralidade, que favorece o desenvolvimento microbiano (Franco; Landgraf, 2008), necessitando de um manejo e conservação adequada desde a captura para retardar o processo de deterioração. Este artigo tem como objetivo analisar a atividade jangadeira na Ponta Negra – Natal/RN e sua relação com a qualidade do pescado. Metodologia baseada na Análise Ergonômica do Trabalho (Wisner, 1987;Guèrin, 2001; Vidal, 2003), com métodos e técnicas observacionais e interacionais foram utilizados para analisar a atividade desenvolvida pelos jangadeiros. O frescor e qualidade do pescado foram avaliados mediante análise sensorial e parâmetros microbiológicos e físico-químicos existentes na legislação Portaria nº 185, de 13/05/1997 e o RIISPOA – alterado em 01/12/2007 e a RDC Nº 12, de 02/01/2001. Constatou-se a qualidade aceitável do pescado conforme os parâmetros existentes nas normas e regulamentações vigentes, não obtendo deterioração significativa decorrente da má manipulação e conservação inadequada do mesmo. Alguns aspectos da atividade praticada pelos jangadeiros de Ponta Negra, Natal-RN, podem justificar os resultados positivos da qualidade do pescado, apesar do mesmo não ser conservado no gelo.

Abstract

Fish is a food rich in protein, and with easy digestibility, low fat and rich in fatty acids such as omega-3 (Silva et al., 2008), though highly susceptible to deterioration due to its chemical composition, mostly the pH near neutral, which facilitates the development of microbes (Franco; Landgraf, 2008), thus needing a proper handling and conservation since the capture in order to retard the deterioration process. The current article aims to analyze the rafting activity in the beach of Ponta Negra, municipality of Natal-RN-Brazil and its relation with the quality of fish. In order to do so, it was used a methodology based on the Ergonomic Analysis of Work - WEA (Wisner, 1987; Guèrin, 2001; Vidal, 2003) by means of interactional methods and techniques and observational and laboratorial analysis. The freshness and quality of fish were evaluated through sensorial analysis and physical-chemical and microbiological parameters according to Ordinance nº 185, on may 13th, 1997 and the RIISPOA – Regulation of Industrial and Sanitary Inspection of Animal Products altered on the 1st of December, 2007 and the RDC – Resolution of the Board of Directors - Nº 12, from the 2nd of January, 2001. It was observed the acceptable quality of the fish according to the parameters of current norms and regulations, not existing any significant deterioration because of bad manipulation of inadequate conservation of the product. Some aspects of the activity carried by the fishermen in Ponta Negra- RN can justify the results in terms of the quality of fish in spite of the fact that it is not kept in ice.

62799c68a953955c6811dc93 abergo Articles
Links & Downloads

R. Ação Ergon.

Share this page
Page Sections