Revista Ação Ergonômica
https://revistaacaoergonomica.org/article/doi/10.4322/rae.v17e202309
Revista Ação Ergonômica
Artigo de Pesquisa

OS IMPACTOS FÍSICOS DO EXERCÍCIO DO TRABALHO REMOTO NO PERÍODO DA PANDEMIA DO COVID-19

PHYSICAL IMPACTS OF REMOTE WORK DURING THE COVID-19 PANDEMIC PERIOD

Gabrielle Heloísa Fernandes, Luciana Massami Inoue

Downloads: 3
Views: 395

Resumo

O presente documento traz os resultados de um projeto de pesquisa e extensão, "Cada um em seu quadrado (cubo): repensando os espaços da habitação, do trabalho e da cultura em tempos de pandemia", sendo a frente de pesquisa estudar os impactos trazidos pela alteração da relação trabalho (estudo) - casa no período de pandemia, questões relacionadas a saúde e bem estar da população afetada. Para tal foi levado em consideração parâmetros como ergonomia e funções do espaço atrelados ao rendimento, qualidade e problemáticas das ações ali realizadas, ademais, como poderia a adequação pela arquitetura e do mobiliário modificar essas questões. Para se obter as informações necessárias, foram realizadas revisões bibliográficas e entrevistas. Por meio da pesquisa foi possível supor que mudanças no espaço físico e no modo de realização das tarefas, aliados dos conselhos de profissionais da área, como arquitetos e fisioterapeutas, podem ajudar a diminuir os impactos negativos pelo novo modelo de trabalho e/ou estudo introduzidos mesmo antes do período da pandemia, e após esta, acelerados e recrudescidos.

Palavras-chave

Home Office, COVID-19, Ergonomia e Impactos.

Abstract

This document brings the results of a research and extension project, "Each one in his square (cube): rethinking the spaces of housing, work and culture in times of pandemic", being the research front to study the impacts brought about by the change in the work (study) -home relationship during the pandemic period, issues related to the health and well-being of the affected population. To this end, parameters such as ergonomics and space functions linked to performance, quality and problems of the actions performed in the home-office were taken into account, in addition, how could the adequacy of the architecture and furniture design modify these issues. To obtain the necessary information, bibliographic reviews and interviews were carried out. Through the research, it was possible to suppose that changes in the physical space and in the way the tasks are performed, together with the advice of professionals in the area, such as architects and physiotherapists, can help to reduce the negative impacts of the new work and/or study model introduced even before the period of the pandemic, and after it, accelerated and intensified.

 Translated version DOI: https://doi.org/10.4322/rae.v17e202309.en

 

Keywords

Home Office, COVID-19, Ergonomics and Impacts.

Referências

Abreu, F., Marques, F., & Diniz, I. (2020). Divisão sexual do trabalho entre homens e mulheres no contexto da pandemia da covid. INTER-LEGERE, 3(28), c21486.

ABNT. (s.d.). Facility Management: Uma atividade essencial para a retomada dos Negócios. Recuperado em 1 de julho de 2021, de http://www.abnt.org.br/noticias/6897-facility-management-uma-atividade-essencial-para-a-retomada-dos-negocios

Brasil. (2017, 13 de julho). Alteração da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Lei nº 13.467, de 13 de julho de 2017.

C6/Datafolha apud Monitor Mercantil. (2021). Nas classes A/B, 52% adotaram home office; nas D/E, 26%.Recuperado em 22 de março de 2021, de https://monitormercantil.com.br/nas-classes-a-b-52-adotaram-home-office-nas-d-e-26/

Coles-Brennan, C., Sulley, A. E., & Young, G. (2019). Management of digital eye strain. Clin Exp Optom, 102, 18-29. https://doi.org/10.1111/cxo.12798

Dul, J., & Weerdmeester, B. (2012). Ergonomia prática (3a ed.). São Paulo: Editora Edgard Blucher Ltda.

Ferreira, V. M. V., Shimano, S. G. N., & Fonseca, M. C. R. (2009). Fisioterapia na avaliação e prevenção de riscos ergonômicos em trabalhadores de um setor financeiro. Fisioterapia e Pesquisa, 16(3), 297-309.

IPEA. (2020, 4˚ trimestre). O trabalho remoto e a massa de rendimentos na pandemia. Carta de Conjuntura, 49(18)

IPEA. (2020, 2˚ trimestre). Potencial de teletrabalho na pandemia: um retrato no Brasil e no mundo. Carta de Conjuntura, 47.

Jaskiw, E. F. B., & Lopes, C. V. G. (2020). A pandemia, as TDIC e ensino remoto na educação básica: desafios para as mulheres que são mães e professoras. SCIAS Edu., Com., Tec., 2(2), 231-250. Belo Horizonte.

Lima, F. V. B., & Nogueira, R. J. C. C. (2017). A Efetividade Do Programa De Ginástica Laboral. Revista de Administração de Roraima-UFRR, 7(2), 297-309.

Lizote, S. A., et al. (2021). Tempos De Pandemia: Bem-Estar Subjetivo E Autonomia Em Home Office. RGO – Revista Gestão Organizacional, 14(1), 248-268.

Mendonça, M. (2010). A inclusão dos “Home Offices” no setor residencial no município de São Paulo (Tese de Doutorado). FAU-USP, São Paulo.

Mojtahedzadeh, N., et al. (2021). Gesundheitsfördernde Arbeitsgestaltung im Homeoffice im Kontext der COVID-19-Pandemie [Health-promoting work design for telework in the context of the COVID-19 pandemic]. Zentralbl Arbeitsmed Arbeitsschutz Ergon. doi: 10.1007/s40664-020-00419-1

Rosa, T. M., Gonçalves, F. D. O., & Fernandes, A. S. (s.d.). Estratificação Socioeconômica: Uma Proposta a Partir do Consumo. Recuperado em 6 de maio de 2021, de  https://www.bnb.gov.br/documents/160445/226386/ss4_mesa4_artigos2014_ESTRATIFICACAO_SOCIOECONOMICA_UMA_PROPOSTA_PARTIR_CONSUMO.pdf/

ONU MULHERES. (2020, março). Gênero e covid-19 na américa latina e no caribe: dimensões de gênero na resposta. 

Parent In Science. (2020). Produtividade acadêmica durante a pandemia: Efeitos de gênero, raça e parentalidade. Parent in Science.

Tanoue, H., et al. (2016). Effects of a dynamic chair on pelvic mobility, fatigue, and work efficiency during work performed while sitting: a comparison of dynamic sitting and static sitting. J Phys Ther Sci, 28(6), 1759-1763. https://doi.org/10.1589/jpts.28.1759

Zanatta, B. (2021). Com pandemia e home office, brasileiro investe mais na reforma da casa. Estadão, 18 de abril de 2021, Secção de Economia. Recuperado em 22 de abril de 2021, de  https://economia.estadao.com.br/blogs/radar-imobiliario/com-pandemia-e-home-office-brasileiro-investe-mais-na-reforma-da-casa/

 

64f740a1a9539561e8444712 abergo Articles
Links & Downloads

R. Ação Ergon.

Share this page
Page Sections